A perseguição continua

Após eu denunciar os vários equívocos da acusação que um ex-condenado da Justiça fez contra mim na Câmara de Suzano, tendo como base um material vazado da Polícia – ou seja, uma carga roubada -, na sessão desta quarta-feira, os vereadores aceitaram mais um pedido de cassação do meu mandato. Dessa vez, a denúncia diz que sou presidente da ONG Projeto Adote Suzano (PAS), organização sem fins lucrativos dedicada à proteção animal da qual apenas faço parte, logo NÃO SOU PRESIDENTE.

A ONG, vale lembrar, não recebe um centavo do poder público, mas já tirou mais de 3 mil animais das ruas por meio de trabalho voluntário. Em 2016, antes mesmo de eu me candidatar a vereador, renunciei ao cargo de presidente para me dedicar à campanha que se aproximava, e, caso fosse eleito, ao meu mandato!

Moral da história: CHEGOU ATÉ A CÂMARA, ONTEM, MAIS UMA DENÚNCIA SEM CABIMENTO! E, mais uma vez, a Câmara acolhe algo contra mim sem ao menos ler direito do que se trata! Isso tudo é vontade de me cassar?

Vale lembrar que estamos falando da mesma Câmara Municipal que, nos últimos anos, ARQUIVOU TODAS AS DENÚNCIAS contra o prefeito e outros vereadores que ali chegaram. Parece, então, que o objetivo é me perseguir, mesmo que a Casa pague o preço de investir em denúncias que misturam assuntos, confundem autoridades e investem em meias verdades na tentativa de me prejudicar com a opinião pública. Também não custa relembrar que essa avalanche contra mim surgiu poucos dias após eu anunciar meu nome como pré-canditato a prefeito de Suzano.

Vocês também devem recordar que neste ano fui denunciado na Comissão de Ética da Câmara Municipal por ser contra as férias de mais de 60 dias dos vereadores. Está acusação, dias depois, foi arquivada.

Bom, minha Defesa está trabalhando para me livrar de tudo isso, enquanto eu continuo com a consciência tranquila. Claro que não é legal ser perseguido, ser injustiçado! Porém, tudo isso está sendo bom para que todos nós possamos enxergar melhor os bastidores da Política suja e rasteira que ainda persiste em Suzano.

E, não menos importante: jamais deixarei de agradecer o apoio que tenho recebido da população, seja nas ruas ou nas redes sociais. Aliás, é por vocês que estou aqui, e é por vocês que continuo! E sei que juntos poderemos fazer novamente da Política o que ela nunca deveria ter deixado de ser: uma ferramenta onde quem manda, decide e opina é o POVO!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

×

Conversar agora!
Envie sua mensagem que retornaremos o contato em poucos minutos.

× Chat Online - WhatsApp