Conquistas do Vereador

 

 

     O vereador LISANDRO FREDERICO já acumula muitas conquistas para os animais, inclusive antes de ser eleito vereador. Ele é um dos fundadores e voluntário da ONG Projeto Adote Suzano (PAS), a primeira entidade destinada a resgate e adoção de cães e gatos em Suzano.

     Infelizmente, a Causa Animal ainda é vista sem prioridade pelo Poder Público. Com isso, Lisandro enfrenta muita resistência e dificuldades para 

implementação de políticas de defesa dos animais, mas apesar da dificuldade, o vereador tem sido combativo e defensor da causa, que gerou várias conquistas ao longo desses primeiros anos de mandato.

     Nesta página, vamos falar apenas das conquistas de Lisandro após iniciar seu mandato como vereador em Suzano. Na lista estão apenas ALGUMAS das ações, mas caso você queira conferir todas é só agendar uma visita conosco. Será um prazer atendê-lo(a)!

  • Criou o programa de castração gratuita de cães e gatos, que pode impedir que mais de 250 mil animais vivam abandonados nas ruas.
  • Conquistou um veículo especial para apurar denúncias de maus-tratos aos animais na cidade, aumentando a agilidade nesse tipo de fiscalização.
  • Destinou 100 mil reais para a compra de microchips de cães e gatos, com o objetivo de identificar os animais e evitar a perda e/ou abandono.
  • Criou a primeira Comissão Permanente de Bem Estar Animal da Câmara de Suzano, fazendo com que esse tema possua vereadores destinados a dar atenção especial aos animais.
  • Lisandro apresentou um projeto que proíbe os fogos de artifício no município de Suzano e em parceria com a OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) promoveu audiências públicas e uma conscientização na sociedade que reduziu significativamente o consumo de fogos.
  • É de autoria do Lisandro a Lei que instituiu a “Semana de Proteção e Bem Estar Animal” no calendário oficial do município, comemorada desde 2018 na semana que inclui o dia 4 de Outubro.
  • Foi através de um pedido do Lisandro que a Prefeitura de Suzano deu fim a exposição de peixes ornamentais na Praça das Águas. Os animais viviam em um pequeno tanque, na água aquecida pelo sol e sob risco de intempéries. Os peixes foram transferidos para uma lagoa adequada.
  • Lisandro promoveu, pela primeira vez, encontros de protetores, entidades e representantes causa animal na cidade, trazendo debates sobre políticas publicas para a proteção e bem estar dos animais.
  • Estudou e apresentou a proposta de Estatuto do Bem Estar Animal, contendo regras para a Posse Responsável de animais. O projeto deve ser finalizado pelo Prefeito para entrar em vigor.
  • Criou o canal para denúncias e fiscalização de maus-tratos através da Secretaria Municipal de Meio Ambiente, que já recebeu mais de 200 denúncias no município.
  • Conquistou no Governo Federal, através de uma parceria com o deputado federal Ricardo Izar (PP) e com o ex-ministro da Saúde Ricardo Barros, um Castramóvel, veículo itinerante para cirurgia de castração nos bairros. O veículo que já está autorizado precisa ser retirado pela Prefeitura de Suzano.
  • Após grande insistência e cobranças do Lisandro, a Prefeitura de Suzano cadastrou veterinários com responsabilidade técnica sobre os animais que vivem no Canil Municipal.
  • Pela primeira em Suzano, a pedido do vereador, o PPA (Plano Plurianual Participativo) do município contou com audiências exclusivas sobre a causa animal.
  • Lisandro se tornou o primeiro vereador da história de Suzano a repristinar uma lei e com isso retomou uma lei de proteção aos animais que havia sido revogada pela Prefeitura.
  • Lisandro acompanha e exige todas as documentações para que a Prefeitura justifique as eutanásias de animais realizadas pelo Canil Municipal.
  • Pela primeira vez, através das cobranças do vereador, a Prefeitura realizou a castração dos animais que vivem no Canil Municipal, permitindo que eles sejam doados de forma mais saudável e segura para controle populacional.
  • Denunciou o descarte irregular de carcaça de animais em Suzano, desde então, o descarte de animais mortos ganhou um novo formato e a destinação adequada.
  • Questionou e pediu melhorias na prestação de contas da Secretaria Municipal de Saúde sobre o controle de animais do Canil Municipal, criando um novo formato de prestação de contas que mostra em detalhes como são acolhidos os animais resgatados pela Prefeitura.
  • Indicou a Prefeitura Municipal a criação de cartilha de orientações de como denunciar a pratica de maus-tratos a animais que atualmente é utilizada para promover a conscientização da população.
  • Pela primeira vez, através das cobranças do vereador, a Prefeitura imunizou com vacina polivalente todos os animais que viviam no canil. A vacina, previne doenças que freqüentemente matam os animais, como a cinomose e a parvovirose.
  • Em 2017, após as cobranças do vereador, a Prefeitura realizou uma compra de diversos medicamentos, que até então estavam vencidos, para tratamento de enfermidade de animais que vivem no Canil Municipal.
  • Pediu a Prefeitura Municipal a criação de campanha de conscientização a posse responsável de animais, que resultou na criação de uma cartilha educativa elaborada pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente.
  • Antes de se tornar vereador, Lisandro deu início ao projeto de reforma de adequação do Canil Municipal da cidade, que está em andamento, mas o vereador está insatisfeito com alterações que foram feitas no projeto inicial sem transparência e continua cobrando.
  • Em 2017, através das cobranças do vereador, a Prefeitura reiniciou as campanhas de adoção de animais, dando uma segunda-chance aos cães que viviam confinados no Canil Municipal.
  • Somente em 2017 o vereador realizou mais de 43 denúncias de animais domésticos e silvestres vítimas de maus-tratos. Durante seu mandato, centenas de denúncias foram averiguadas, incluindo comércios e criadores de animais. Em muitos casos o vereador acompanhou pessoalmente.
  • Lisandro acionou o Ministério Público de Suzano e conversou com promotores de justiça para cobrar aplicação das leis de defesa dos animais cidade. Ele também participou da elaboração de uma TAC (Termo de Ajustamento de Conduta) que o MP cobra para que a Prefeitura implemente.