Protetores de animais terão atenção especial em campanha de vacinação antirrábica

 Após um pedido feito pelo vereador Lisandro Frederico, a Secretaria de Saúde direcionará equipes para a aplicação de vacinas diretamente nos abrigos de animais
Os protetores de animais terão uma atenção especial durante a Campanha de Vacinação Antirrábica em Suzano. Após um pedido feito pelo vereador suzanense Lisandro Frederico, a Secretaria Municipal de Saúde direcionará equipes para a aplicação de vacinas diretamente nos abrigos de animais.
“Os protetores têm muita dificuldade em transportar os animais para os postos de vacinação, pela quantidade de gatos e cães abrigados. Há protetores que contam com mais de 100 animais”, justificou Lisandro. “Diante deste cenário e por se tratar de uma reivindicação antiga dos protetores, conversei com o prefeito Rodrigo Ashiuchi e com o secretário de Saúde, Luis Cláudio Guillaumon, que, prontamente, se colocaram à disposição”, ressaltou o vereador.
Quem possuir mais de 10 animais (cães ou gatos) no abrigo/casa é preciso entrar em contato com Secretaria Municipal de Saúde (4741-8703) para levantamento da quantidade de vacinas necessária e cadastro. “Temos milhares de animais abrigados com os protetores, uma vez que eles são os únicos que, atualmente, resgatam, cuidam e doam os animais de rua que precisam de auxílio”, explicou Lisandro.
A expectativa é que, até o dia 1º de setembro, mais de 40 mil animais domésticos sejam imunizados gratuitamente em Suzano. Postos fixos e itinerantes estão sendo implantados em todas as regiões da cidade, em diferentes dias e horários, para aplicação das doses. O calendário da campanha pode ser conferido nolink: suzano.sp.gov.br/web/campanha-de-vacinacao-antirrabica-suzano-sp/
No ato da imunização, o mais adequado é que seja apresentada a carteirinha de vacinação do animal, para que o proprietário mantenha o histórico organizado e atualizado. Mas, caso não seja possível, não é necessário apresentar documentos do animal. O proprietário receberá um comprovante após a imunização.
A vacinação contra a raiva deve ser feita a partir do quarto mês de vida do filhote. O reforço é recomendado anualmente, após a aplicação da primeira dose.
A Secretaria de Saúde já imunizou, até o dia 13 de agosto, mais de 10,6 mil animais. No total, foram 8.824 cães e 1.853 gatos que já tomaram a dose da vacina.