Vale está escondendo informações e abatendo animais com fuzil

A empresa responsável pela tragédia afirma que resgatou alguns animais, mas não informou para qual local eles foram encaminhados. Além disso, nesta terça-feira (29), depois de proibirem o acesso de voluntário na região do desastre, descobriu-se que agentes estariam abatendo animais a tiros. A informação foi confirmada pelo jornal “Estado”.

Quem pensou que a solidariedade dos voluntários que desembarcaram em Brumadinho seria o fim do sofrimento dos animais vítimas da lama, se enganou.

O Conselho de Medicina Veterinária de Minas Gerais (CRMV-MG) afirmou ao jornal El País que mais de 1000 profissionais já se ofereceram para trabade forma voluntária na região.

Chegamos ao 4° dia após a tragédia que devastou a região e ainda existem muitos bois, vacas, cães e gatos que podem ser localizados visivelmente ilhados, ou atolados na lama. Até agora as equipes de resgate de animais que estão no local tem sido frequentemente impedidas de resgatá-los.

Segundo informações da ativista Luisa Mell, que está na região, a Vale não quer disponibilizar um helicóptero para sobrevoar a área em busca de animais. “Eu gostaria de alugar um helicóptero particular, mas o espaço aéreo está bloqueado” disse Luisa.

O protetor de animais Rafael Leal é de São Paulo e também está no local da tragédia. Em suas redes sociais ele demonstrou indignação com a Vale e divulgou vídeos da equipe de voluntários. Rafael disse que puderam alimentar alguns animais em meio a lama, mas muitos deles ainda não puderam ser resgatados.

O vereador Lisandro Frederico (PSD) está em contato com equipes da região de Brumadinho. Segundo ele, a dificuldade dos voluntários do local no resgate de animais é o que lhe impede de realizar uma campanha de doação de mantimentos aqui.

“Profissionais que estão em Brumadinho estão abastecidos e precisam ver a situação dos animais para que possam saber como nós podemos colaborar. Infelizmente até agora eles estão passando por sérias dificuldades para ter acesso aos animais” disse Lisandro.

A orientação dos voluntários da Causa Animal que estão no local é unânime. A melhor forma da sociedade colaborar agora, é fazendo pressão nas redes sociais da Vale, exigindo imediata ação para resgatar os animais.

Acesse:

Facebook: https://www.facebook.com/valenobrasil/

Instagram: https://instagram.com/valenobrasil

Foto: Marcia Foletto / Agência O Globo

Lisandro Frederico

Lisandro Frederico tem 28 anos e desde criança é apaixonado por animais. Atualmente preside a ONG PAS (Projeto Adote Suzano) e seu trabalho já proporcionou a doação de mais de 2 mil animais que viviam em situação de risco. A ONG também colaborou com mais de mil castrações para os animais da cidade. A PAS é a primeira ONG de resgates e doações do município de Suzano Suzano em São Paulo. É requisitada e considerada referência para várias cidades da região.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.