Confirmado: Ashiuchi aluga leitos de UTI por mais de R$ 1 milhão em Franco da Rocha. Prefeitura esconde o assunto.

Há uma semana o vereador Lisandro Frederico (Avante) vem investigando denúncias sobre a contratação que a Prefeitura de Suzano realizou de leitos de UTI na cidade de Franco da Rocha, a 85 quilômetros de Suzano. De acordo com sistemas de navegação, o tempo estimado de deslocamento de pacientes entre as cidades é de 1 hora e meia, caso não haja trânsito.

As informações anônimas que o vereador recebeu sobre a contratação dos leitos estava sendo escondida por parte da Prefeitura. Durante a audiência pública da Secretaria de Saúde na Câmara Municipal, o vereador aproveitou para questionar sobre o assunto, mas o secretário Luís Cláudio da Rocha Guillaumon se negou a prestar informações. Ele também questionou a Secretaria Municipal de Comunicação Pública (Secop) que se negou a responder os questionamentos. Quando compareceu no gabinete do secretário para ter acesso a documentos públicos de contratação de fornecedores, o acesso ao vereador foi negado.

Mesmo com todos os obstáculos colocados pela Prefeitura, na tarde desta terça-feira (02/06) o vereador conseguiu confirmar confirmar a contratação dos leitos de UTI. O contrato foi firmado com a empresa PLENA SAÚDE LTDA pelo valor de R$ 1,1 milhão para uso de até 10 leitos de UTI durante o período de 90 dias. A informação foi publicada no Diário Oficial da Prefeitura na internet, no entanto, o site da Prefeitura estava fora do ar neste exato período.

A empresa a PLENA SAÚDE LTDA contratada pela Prefeitura faz parte do grupo do HOSPITAL PREVINA, localizado na cidade de Franco da Rocha. Foi justamente esse o hospital que Lisandro já apontava em durante as suas denúncias.

“Desde o início da pandemia tenho apontado a falta de leitos de UTI na cidade. Depois de mais 50 mortes e mais de 500 pacientes diagnosticados com Covid-19 a Prefeitura resolveu contratar leitos, mas não foi para salvar vidas” criticou Lisandro.

Na última semana, o Governo do Estado de São Paulo impediu que o prefeito de Suzano modificasse as regras de isolamento, justamente pela falta de leitos de UTI e a falta de fiscalização de isolamento na cidade. O governador classificou a cidade de Suzano como grau máximo de riscos de contaminação do Covid-19 e, por isso, estendeu a quarentena por mais 15 dias.

Foi para tentar antecipar a liberação do comércio que Ashiuchi decidiu  “mostrar números” ao governador João Dória, e para isso contratou leitos de UTI, mesmo que sejam alugados e em uma cidade a 85 km de distância de Suzano.

A transparência com os gastos públicos e ações de combate à Covid-19 em Suzano tem sido ignorada pela Prefeitura. Por diversas vezes, o vereador Lisandro Frederico (Avante), que tem como uma de suas prerrogativas a fiscalização das ações da Prefeitura, foi impedido a ter acesso a documentos públicos da Administração.

Até mesmo o prefeito de Suzano, Rodrigo Ashiuchi, chegou a responder questionamentos oficiais da Câmara com informações falsas, impedindo a fiscalização do vereador.

Lisandro Frederico

Lisandro Frederico tem 32 anos e desde criança é apaixonado por animais. Ele foi presidente da ONG PAS (Projeto Adote Suzano) e sua atuação na entidade rendeu a adoção de mais de 2 mil animais que antes viviam em situação de risco. A frente a ONG Lisandro ganhou destaque na cidade, o que naturalmente lhe concedeu o posto de 3º vereador mais votado em Suzano. Desde que assumiu seu mandato, Lisandro cumpriu suas principais promessas de campanha, conquistando avanços para a Causa Animal como as campanhas de castração, o atendimento veterinário gratuito, a fiscalização de maus-tratos, entre outros projetos. Lisandro também mostrou uma postura combativa sobre outros problemas enfrentados na cidade, fiscalizando, fazendo denuncias e mostrando para a sociedade o outro lado que o Poder Público não quer mostrar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

×

Conversar agora!
Envie sua mensagem que retornaremos o contato em poucos minutos.

× Chat Online - WhatsApp