Família de paciente com Covid-19 apresenta sintomas, mas Prefeitura se recusa a fazer testes

Os sogros de um paciente com Covid-19 confirmado tiveram o teste negado pela Prefeitura de Suzano, mesmo depois de apresentarem os sintomas da doença. Ambos são do grupo de risco e se queixaram de dores no corpo, falta de apetite e olfato durante dez dias.

A denúncia foi feita pela esposa paciente que não apresentou sintomas, mas também tentou realizar os testes que foi negado.

O sogro e a sogra que tiveram contato com a paciente são do grupo de risco. Eles procuraram uma unidade de Saúde, onde o teste foi negado e eles foram orientados a permanecer em casa. A sogra tem história de cirurgia bariátrica e o sogro não tem o baço. Esses casos jamais constarão nos relatórios oficiais de monitoramento da doença.

“Eu e meu filho não apresentamos sintomas, mas também tentamos fazer o teste e foi recusado. Nosso apartamento é pequeno e apesar do meu marido [paciente Covid-19] usar máscara, nós usamos o mesmo espaço em casa, o mesmo banheiro” afirma Luana.

Segundo o site da Prefeitura de Suzano, ao menos 3 empresas foram contratadas pela Administração para a realização de testes e exames de Covid-19. O valor dos contratos é de quase R$ 300 mil.

Procurada para esclarecer o caso exposto nesta matéria, a Secretaria Municipal de Comunicação Pública (Secop) da Prefeitura de Suzano não respondeu aos questionamentos.

A transparência com os gastos públicos em ações de combate à Covid-19 em Suzano tem sido ignorada pela Prefeitura.

Por diversas vezes, o vereador Lisandro Frederico (Avante), que tem como uma de suas prerrogativas a fiscalização das ações da Prefeitura, foi impedido a ter acesso a documentos públicos da Administração.

Durante audiências públicas da Secretaria de Saúde na Câmara Municipal, a falta de transparência se mantém. Na duas últimas audiências, o secretário de Saúde, o médico Luís Cláudio da Rocha Guillaumon, se negou a prestar informações sobre a pasta que comanda na cidade.

Até mesmo o prefeito de Suzano, Rodrigo Ashiuchi, chegou a responder questionamentos oficiais da Câmara com informações falsas, impedindo a fiscalização do parlamentar.

A situação exposta nesta matéria será encaminhada para conhecimento do Ministério Público.

Lisandro Frederico

Lisandro Frederico tem 32 anos e desde criança é apaixonado por animais. Ele foi presidente da ONG PAS (Projeto Adote Suzano) e sua atuação na entidade rendeu a adoção de mais de 2 mil animais que antes viviam em situação de risco. A frente a ONG Lisandro ganhou destaque na cidade, o que naturalmente lhe concedeu o posto de 3º vereador mais votado em Suzano. Desde que assumiu seu mandato, Lisandro cumpriu suas principais promessas de campanha, conquistando avanços para a Causa Animal como as campanhas de castração, o atendimento veterinário gratuito, a fiscalização de maus-tratos, entre outros projetos. Lisandro também mostrou uma postura combativa sobre outros problemas enfrentados na cidade, fiscalizando, fazendo denuncias e mostrando para a sociedade o outro lado que o Poder Público não quer mostrar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

×

Conversar agora!
Envie sua mensagem que retornaremos o contato em poucos minutos.

× Chat Online - WhatsApp