Lisandro acompanha aplicação de lei sobre cartazes de adoção de animais

ONG PAS, entidade a qual Lisandro é voluntário e ajudou a fundar, vai desenvolver cartazes que poderão ser utilizados pelos estabelecimentos

O vereador Lisandro Frederico acompanha a aplicação, em Suzano, da lei estadual que obriga a instalação de cartazes sobre a adoção de animais em pet shops, clínicas veterinárias e estabelecimentos do ramo.

O projeto de lei (n° 16.794, de 12 de julho de 2018) é de autoria do deputado estadual Gil Lancaster e foi sancionado pelo governador Marcio França. “Todas as medidas voltadas à adoção de animais e a posse responsável são bem-vindas”, avaliou Lisandro. “A causa animal é uma questão que está no dia a dia do nosso município e da nossa sociedade. Somente aqueles que vivem em uma realidade diferente da que vemos, colocam a proteção e o respeito aos animais em segundo plano”, destacou o vereador.

O cartaz a ser anexado nos estabelecimentos comerciais deverão apresentar, “de forma clara e visível ao público, informações como o nome da ONG ou protetor independente responsável pela adoção; telefone e e-mail para contato; além de informações de conscientização sobre a importância da adoção responsável de animais e os seus benefícios”. O projeto também determina que os animais deverão ser entregues para adoção, após estarem devidamente castrados, vacinados e vermifugados.

A ONG PAS (Projeto Adote Suzano), entidade a qual Lisandro é atualmente voluntário e que ajudou a fundar, vai desenvolver modelos de cartazes, adequados à lei, que poderão ser utilizados pelos estabelecimentos. “Auxiliaremos os comércios a se adequarem à lei e, consequentemente, as ONGs e os protetores independentes ganharão mais uma forma de divulgar os animais à espera de adoção, que estão nos lares temporários e que foram resgatados, após serem abandonados ou vítimas de maus-tratos”, ressaltou Lisandro.

“Esta lei servirá de estímulo para que os comércios se engajem ainda mais no trabalho em busca da conscientização da posses responsável e do respeito aos animais”, avaliou o vereador.