Lisandro denuncia homem flagrado arremessando filhote de gato

Lisandro denuncia homem flagrado arremessando filhote de gatoCena foi gravada pelas câmeras da central coletiva de monitoramento, criada pelos próprios moradores do Jardim Imperador

Um homem foi flagrado arremessando de forma covarde um filhote de gato. O caso ocorreu na tarde do último dia 03, um domingo, na avenida 7 de setembro, no Jardim Imperador, em Suzano. A cena foi gravada pelas câmeras da central coletiva de monitoramento, criada pelos próprios moradores do bairro.
O homem andava pela calçada e notou que o gatinho havia atravessado a avenida e se aproximado. Ele então pega o gatinho com a mão direita, olha para os lados para ver se alguém estava por perto e arremessa o animal, com violência, para o meio da avenida. Em seguida sai tranquilamente, sem que nada tivesse ocorrido.
O filhote teve luxações, além de deslocamento do maxilar e de uma das patas. Voluntários da ONG PAS (Projeto Adote Suzano), que atua em Suzano e região com a causa animal, o resgataram. Ele recebeu os cuidados de um veterinário voluntário da ONG, foi medicado e passa bem. Neste momento ele está em um lar temporário, na casa de uma voluntária da ONG PAS. O animal será castrado e ficará disponível para adoção.
Uma queixa crime será registrada na Delegacia Central de Suzano pelo vereador de Suzano, Lisandro Frederico. “Foi um ato covarde, que precisa de investigação e, consequentemente, punição ao culpado”, afirmou. O crime de maus-tratos a animais tem pena de detenção, de três meses a um ano, e multa.
“Obtivemos as imagens da central de monitoramento e estamos divulgando nas redes sociais. Nosso objetivo é ajudar a Polícia Civil a identificar o autor da agressão”, disse Lisandro, que também é um dos fundadores da ONG PAS.
O vereador acredita que o ato de covardia somente ocorreu devido à “certeza da impunidade”. “Quando o Poder Público ignora determinadas políticas públicas, como vem ocorrendo em Suzano com a causa animal, o reflexo desta postura é uma pessoa, sabendo que provavelmente sairá ileso, porque nunca viu um punição exemplar, cometer atrocidades como essa.
“A Prefeitura tem ignorado o “Estatuto do Bem Estar Animal”, projeto que apresentei e que cria penas mais duras para quem comete crimes contra animais”, destacou Lisandro.

Monitoramento
Lisandro destacou que o flagrante deste crime somente foi possível porque os moradores do Jardim Imperador, “cansados da violência, estão interligando as câmeras de monitoramento a um sistema comunitário, via Internet”. “Desta forma, todo bairro fica monitorado em tempo real por vários vigilantes”, afirmou Lisandro.
“Parabéns a comunidade do Jardim Imperador, que se uniu em busca da oferta de uma segurança maior a todos que vivem por ali. Qualquer coisa que aconteça no bairro, um morador estará vendo, até mesmo via celular, e poderá repassar a informação”, afirmou.