Lisandro é o vereador com mais projetos apresentados em 2019

O vereador suzanense Lisandro Frederico termina o ano de 2019 com 298 trabalhos legislativos apresentados na Câmara Municipal, entre projetos de lei, moções, requerimentos e indicações.

A Causa Animal foi uma das principais bandeiras defendidas. No entanto, áreas como transparência e combate a corrupção no Poder Público, Educação, Saúde, Assistência Social e Meio Ambiente também foram trabalhados.

Lisandro obteve conquistas importantes de garantia de direitos dos animais. Ações concretas que reduziram o número de animais abandonados no município. “Por meio das nossas emendas impositivas, possibilitamos a criação do programa de castração, com mais de dois mil cães e gatos atendidos, além do serviço de cadastro e de microchipagem e, recentemente, conseguimos que Suzano credenciasse as clínicas para atendimento veterinário gratuito”, destacou.

“Criamos o canal de fiscalização de maus-tratos e conquistamos a compra de um carro exclusivo para que a equipe de fiscais da causa animal pudesse trabalhar”, lembrou o vereador.

Mais do que o número expressivo de ações parlamentares, Lisandro também se esforçou pela transparência do mandato. No site lisandro.com.br, o vereador oferece informações sobre a tramitação dos projetos e requerimentos de sua autoria, dados que não estão disponíveis no site da Câmara Municipal.

Lisandro foi o parlamentar que mais apresentou projetos de lei na atual Legislatura. São 30 projetos nas mais diversas áreas, entre eles, a proibição dos fogos de artifício com estampidos e a criação da transmissão ao vivo das sessões da Câmara Municipal.

Todo o trabalho realizado neste terceiro ano de mandato tem como plano de fundo uma forte perseguição política sofrida pelo vereador e diversas tentativas de golpes, que podem lhe custar o mandato.

Em julho de 2019, o vereador foi alvo de denúncias na Comissão de Ética da Câmara, após o desconforto de vereadores com uma publicação em redes sociais onde Lisandro afirmou que manteria seu gabinete aberto durante o recesso parlamentar, na mesma postagem, Lisandro disse ser contra as férias de mais de 60 dias para parlamentares.

Em setembro, o vereador que foi autor de uma série de fiscalizações e denúncias contra a Prefeitura, decidiu colocar seu nome à disposição para concorrer nas eleições ao posto de prefeito. Dias depois, Lisandro foi alvo de duas novas denúncias que pedem a cassação do seu mandato. Os autores das denúncias são pessoas publicamente ligadas ao atual prefeito de Suzano.

Ao analisar o histórico da atuação de Lisandro é possível notar com clareza o que tem levado a esta forte perseguição política. O vereador manteve a rotina de fiscalizar os serviços públicos oferecidos no município. Por diversas vezes visitou o Pronto-Socorro, os postos de saúde, as escolas e flagrou diversos problemas. Foi por meio desta proximidade com a população que consegui evitar que escolas fossem fechadas pela Prefeitura.

Lisandro protagonizou uma verdadeira batalha contra as votações em caráter de urgência de projetos de lei encaminhados de última hora pelo Executivo. O parlamentar também se empenhou na busca por mais transparência do Poder Público e sugeriu que uma audiência pública quadrimestral com a Secretaria Municipal de Educação. O objetivo seria a promoção de um debate para que a pasta pudesse expor os resultados, os projetos e planos para a educação na cidade.

O parlamentar denunciou o escândalo dos gastos com publicidade. Apresentou uma emenda ao Orçamento que reduziria o gasto com propaganda e o repassa do valor à Educação e à Saúde.

Recorreu ao Ministério Público para proibir eutanásias irregulares no Canil Municipal de Suzano. Solicitou a aplicação da lei que concede auxílio-financeiro às vítimas de enchentes. Denunciou violência de servidores comissionados da Prefeitura contra moradores de rua.

Lisandro liderou o movimento a favor da manutenção da Lei do Silêncio. Apresentou projeto que pedia a isenção da cobrança da taxa da CIP (Contribuição de Energia Elétrica) para quando o serviço não fosse prestado.

ENCONTRO ILUSTRE

Em 2019, Lisandro trocou experiências com o prefeito de Colatina (ES), Sérgio Meneguelli, que esteve em Suzano. “O prefeito Meneguelli chama o povo de patrão porque reconhece que somos representantes públicos com o dever de servir e cuidar dos interesses da população. Foi uma grande honra tê-lo recebido”, lembrou.

RAUL BRASIL

Mais do que lamentar e chorar a tragédia na Escola Raul Brasil, Lisandro trabalhou para evitar novos episódios. Foi dele a iniciativa de exigir que a Prefeitura de Suzano priorize a segurança nas escolas e ofereça atendimento psicólogos, programas de conscientização do bullying e mais qualidade da educação.

Na saúde, Lisandro apresentou um projeto que autoriza o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) a levar pacientes com plano de saúde a hospitais privados. A medida vai diminuir a sobrecarga de atendimentos nos hospitais públicos de Suzano. 

DIHH LOPES, NÃO!

Lisandro também teve uma atuação importante na defesa de Suzano, quando um comediante zombou com a morte dos alunos da Raul Brasil. A denúncia que o vereador fez na internet mobilizou a região e impediu que o suposto comediante realizasse shows em Suzano e Mogi das Cruzes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

×

Conversar agora!
Envie sua mensagem que retornaremos o contato em poucos minutos.

× Chat Online - WhatsApp