Lisandro questiona sobre a revitalização dos pontos de ônibus

Lisandro questiona sobre a revitalização dos pontos de ônibusVereador afirma que a falta de fiscalização da Prefeitura resulta em acidentes como o que ocorreu no Raffo

O vereador Lisandro Frederico solicitou à Prefeitura de Suzano informações sobre a demora na reforma dos pontos de ônibus da cidade. A falta de manutenção já ocasionou um acidente. Na manhã desta terça-feira (06/03), uma mulher de 40 anos foi atingida por parte da estrutura de um ponto, no bairro do Raffo.
A reforma dos abrigos onde os passageiros esperam os ônibus era uma contrapartida para a autorização do reajuste na passagem, ocorrida no começo de 2017. Na época, ela custava R$ 3,80 e subiu para R$ 4,10, um reajuste de 7,89%.
“Faz mais de um ano que a administração municipal confirmou que a empresa de transporte do município iria construir um terminal de ônibus no distrito de Palmeiras e um terminal para as vans, no Parque Maria Helena, reformar os pontos de embarque e desembarque, que estavam deteriorados, instalar novos, e, ainda, manter o programa de Passe Livre”, lembrou Lisandro. “Como podemos notar, nada foi feito e a Prefeitura fez muito pouco para que os projetos fossem concluídos”, lembrou Lisandro.
Lisandro afirma que a falta de fiscalização da Prefeitura com a prestadoras de serviço resulta em acidentes como o que ocorreu no Raffo. “Lembro do prefeito dizendo que o aumento seria dado, mas a qualidade do serviço continuaria sendo exigida, inclusive, que o reajuste seria condicionado às reformas nos pontos. Uma parte do acordo foi cumprida à risca, a que deixou o valor mais caro, mas a outra parece ter caído no esquecimento do Executivo”, criticou.
Entre os questionamentos feitos por Lisandro, por meio de um requerimento, estão: Por qual motivo a empresa deixou de cumprir o acordo; quais medidas serão adotadas a partir do descumprimento do acordo por parte da concessionária; e quais providências serão adotadas para evitar novos acidentes como o do Raffo.
O vereador também questionou a informação divulgada pela Prefeitura de Suzano em janeiro deste ano, a qual apontava que a administração municipal estaria iniciando a reforma dos pontos de ônibus com mão de obra própria. “Se houve o aumento da passagem condicionado às revitalizações, não é justo que a Prefeitura realize tal serviço. A conta fica cada vez mais cara e é contribuinte que paga pelos serviços que não foram cumpridos”, ressaltou Lisandro.

Foto: Reprodução TV Diário