Paciente desmaia à espera de atendimento no Posto de Saúde do Jd. Casa Branca

Uma paciente desmaiou à espera de atendimento no posto de saúde do jardim Casa Branca, em Suzano. A mulher somente foi atendida após cair na sala de espera. O episódio foi registrado e flagrado pelo vereador Lisandro Frederico, que realizava mais uma vistoria dos serviços de saúde da cidade.

“Infelizmente, presenciei uma cena lamentável e absurda. Sabemos que imprevistos acontecem, mas o caso dessa senhora é um acúmulo de falhas da Saúde. Uma situação que passou dos limites”, descreveu Lisandro.

A suzanense desmaiou porque estava com fortes dores no útero. Mesmo local onde teve um câncer em 2005. “A paciente teve a ajuda de amigos e vizinhos e precisou ir até o Pronto-Socorro duas vezes, onde foi medicada e encaminhada para o serviço de ginecologia. Ela agendou a consulta para, pasmem, outubro deste ano. Terá que ficar seis meses com dor. Até lá, além do problema ter se agravado, ela terá que esperar todo este tempo para conseguir realizar os exames que, provavelmente, serão solicitados pelo ginecologista”, lamentou.

O vereador foi até o posto da Casa Branca às 7 horas, na segunda-feira, para averiguar as reclamações que a população tem feito sobre o mau-atendimento. “Constatei, exatamente, aquilo que a população reclama: a intolerância com poucos minutos de atraso na entrega de amostras de exames e diversos outros problemas”, contou. “Chegamos ao ponto de muitas amostras serem descartadas no lixo. Idosos e crianças são obrigados a repetirem o exame em jejum, no frio”, criticou.

Durante a visita, Lisandro ouviu testemunhas que relataram ter visto um homem sendo vacinado com uma medicação que estava em uma geladeira desligada. “As vacinas, mesmo sem o acondicionamento inadequado, poderiam estar sendo aplicadas na população. Após as queixas, o material foi descartado e ninguém mais foi vacinado. Estamos preocupados com o paradeiro deste senhor, que acredita estar imunizado”, disse o vereador.

INFRAÇÃO

Em nenhum momento em que esteve na unidade, Lisandro conseguiu receber o acompanhamento da coordenação do posto de saúde. Situação que infringe a lei, a qual exige acompanhamento imediato a um vereador durante ação fiscalizadora.

“É lamentável a situação da saúde de Suzano. O pior é imaginar que não há ninguém no alto escalão do governo municipal preocupado em resolver estas questões”, afirmou. “Os mesmos secretários e funcionários comissionados que vivem atacando minhas denúncias na redes sociais, deveriam se esforçar para dar uma solução aos reais problemas do município”, ressaltou.

Outra infração se refere a prestação de socorro. O vereador já havia desistido de continuar a fiscalização, em função da recusa da coordenadora da unidade, quando se deparou com a paciente com dores no útero, na saída da unidade. Ela estava acompanhada de uma amiga que relatou o desprezo recebido na unidade de saúde.

O vereador retornou para falar com a coordenadora, que mais uma vez se recusou a lhe atender. Enquanto o parlamentar tentava convencer a coordenadora sobre a urgência do atendimento, a mulher caiu desmaiada. O vídeo desta situação foi mostrando nas redes sociais de Lisandro. A coordenadora também impediu que o vereador conversasse com um médico.

Lisandro garante que continuará fiscalizando a saúde pública de Suzano. “Não vou abrir mão do meu compromisso com a cidade. Fui eleito para mostrar as reais condições do serviços públicos”, garantiu.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.