top of page
  • Foto do escritorlisandrofrederico

Alesp aprova projeto de lei que torna obrigatório castração de cães e gatos antes da venda


A Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp) aprovou um projeto de lei que visa melhorar o bem-estar animal e controlar a população de cães e gatos. O Projeto de Lei 1477/2023 determina que todos os cães e gatos devem ser castrados antes de serem comercializados. Além disso, a legislação proíbe a exposição desses animais em vitrines de pet shops, uma prática que pode causar estresse e sofrimento aos pets.


Detalhes do Projeto


A proposta, de autoria do Governo, tem como principais objetivos:


1. Controle Populacional: A castração obrigatória visa reduzir a superpopulação de animais domésticos, o que pode diminuir o número de abandonos e maus-tratos.

2. Bem-Estar Animal: Proibir a exposição em vitrines e outras condições estressantes garante que os animais não sejam submetidos a situações que possam afetar sua saúde física e mental.


3. Saúde Pública: A lei também estabelece a necessidade de vacinação, microchipagem e registro dos animais, assegurando um controle maior sobre a saúde dos pets e facilitando a identificação de proprietários em casos de abandono.


Próximos Passos


O projeto agora segue para sanção do governador Tarcísio de Freitas. Se aprovado, entrará em vigor e modificará significativamente a forma como cães e gatos são vendidos no estado de São Paulo.


Impacto na Sociedade


Especialistas em bem-estar animal e organizações de defesa dos direitos dos animais reconhecem que a medida é um avanço, destacando que a legislação pode servir de modelo para outras regiões do Brasil. A expectativa é que a nova lei contribua para a redução dos índices de abandono e promova uma convivência mais saudável e responsável entre humanos e animais.


7 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page