• Autor

Lisandro e Gambale trabalham para instalar Hospital Veterinário no Alto Tietê


O Alto Tietê pode ganhar um Hospital Veterinário. A pedido do ex-vereador Lisandro Frederico, o deputado estadual Rodrigo Gambale deu início aos trâmites para incluir a região no programa Meu Pet, do Governo de São Paulo. O projeto possibilita a construção de unidades públicas de atendimento a cães e gatos nos municípios paulistas.

“Estamos em contato com a Prefeitura de Ferraz para saber se existe um terreno disponível para a implantação do hospital. Tenho certeza que o atendimento veterinário gratuito vai ajudar muito a população e seus pets”, afirmou o deputado.

“O Alto Tietê já tem o maior projeto de castração de animais do Brasil, realizado pela ONG Gaari em parceria pelo Edson da Paiol, de Itaquaquecetuba. Agora, vamos buscar o hospital veterinário que atenderá a população de toda a nossa região”, destacou Gambale.

Nesta semana, o governador João Doria anunciou a implantação de 10 unidades hospitalares do programa Meu Pet, porém, o Alto Tietê não foi contemplado. “Algumas cidades da nossa região contam com atendimento veterinário realizado pelas prefeituras, como é o caso de Suzano e de Mogi das Cruzes. Nosso objetivo é conquistar os recursos do programa estadual e buscar o apoio das Prefeituras”, adiantou o parlamentar.

Lisandro comemorou a iniciativa do deputado. O ex-vereador é o autor das emendas ao orçamento que garantiu o início do atendimento veterinário gratuito em Suzano. “Animais não têm fronteiras, portanto, para garantir o bem-estar deles é preciso que as Prefeituras se unam na busca do fortalecimento desta estrutura. A iniciativa do deputado Gambale é importante, principalmente porque traz, via governo estadual, a estrutura que precisamos”, disse Lisandro.

A unidade veterinária do programa Meu Pet já foi anunciada para as cidades de Araçatuba, Santos, Santa Bárbara do Oeste, Registro, Ribeirão Preto, Barueri, Jundiaí, Sorocaba, Votuporanga e São José do Rio Preto.

As prefeituras deverão ceder um terreno para instalação de 700m2 de área construída. O governo do Estado fica responsável pela construção da unidade e a compra dos equipamentos, que garantirão o atendimento de cerca de 60 animais por dia.



37 visualizações0 comentário