• lisandrofrederico

NOTA TÉCNICA


O advogado do parlamentar, Marco Tanoeiro, explica que a prática conhecida como “rachadinha” ou “rachid” é caracterizada pela transferência de salários de servidores públicos para pessoa que ocupa função de chefia no Poder Público. A origem da palavra vem da prática de “rachar” o salário entre servidores e chefia.

Tanoeiro lembra que o vereador jamais foi acusado deste tipo de crime. O que se apura no inquérito é uma suposta obrigatoriedade na doação que ex-voluntários da ONG Projeto Adote Suzano (PAS) fizeram à entidade. Lisandro nega a acusação.

Desde 2013, a ONG PAS desenvolve trabalhos de proteção dos animais em Suzano. Lisandro foi um dos fundadores, atuou como presidente antes de assumir o mandato e hoje é voluntário da ONG. Em nenhum momento, os autores da denúncia afirmam que a transferência do recurso teria o parlamentar como destinatário.

0 visualização0 comentário

Lisandro Frederico foi vereador entre 2017/2020. É formado na área de Comunicação e desde criança atua na proteção aos animais. Na Câmara Lisandro lutou por por uma Política mais transparente e honesta, conduzindo seu mandato em defesa dos direitos e interesses do cidadão. Foi o único vereador a cumprir seu papel, fiscalizando e denunciando escândalos envolvendo a Prefeitura de Suzano. Fora do mandato Lisandro continua atuante em conscientizar as pessoas e engajá-las na mudança que a Política do nosso país precisa. 

Receba nossas atualizações

MAPA DO SITE

Encontrou erros nesta página?
  • Branca Ícone Instagram