• lisandrofrederico

Em uma semana, UTIs contratadas por Suzano em Franco da Rocha já chegam a 60% de ocupação


Na sessão da Câmara Municipal desta quarta-feira (03/06), o vereador Leandro Alves de Faria, o Leandrinho, defendeu a atitude do prefeito Rodrigo Ashiuchi na contratação dos leitos de UTI em uma cidade que fica a 85 quilômetros de Suzano. O tempo estimado de deslocamento de pacientes entre as cidades é de 1 hora e meia, caso não haja trânsito.

O vereador também usou a tribuna para falar sobre o contrato que foi firmado há uma semana e estava sendo escondido pela Prefeitura de Suzano. Ele confirmou que seis suzanenses estão internados na UTI do Hospital Previna, em Franco da Rocha.

O contrato de locação de leitos de UTI foi firmado com a empresa Plena Saúde LTDA. pelo valor de R$ 1,1 milhão, para uso de até 10 leitos, durante o período de 90 dias. A informação foi publicada no Diário Oficial da Prefeitura na Internet, no entanto, o site da Prefeitura estava fora do ar após a publicação do documento.

ENGANAÇÃO

A falta de leitos de UTI em Suzano não é novidade da pandemia. tem fiscalizado e questionado a precariedade do sistema de Saúde de Suzano. Desde o início da pandemia o vereador aponta a falta de leitos na cidade que já firmou mais de R$ 11 milhões em contratos emergenciais.

Para enganar o vereador e a população, o secretário Luís Cláudio da Rocha Guillaumon chegou a dizer que Suzano não precisava de leitos de UTI. Ele alegou que os leitos de alta complexidade montados na Arena Max Feffer eram suficientes.

Durante a audiência pública da Secretaria de Saúde na Câmara Municipal, Lisandro questionou o secretário sobre a contratação de leitos de UTI em outros municípios. O secretário, mais uma vez, se negou a prestar informações.

0 visualização0 comentário