• lisandrofrederico

Apelo ao suzanense


Estou acompanhando a gestão municipal há quase 3 anos e reconheço que 90% dos problemas não estão relacionados ao mal desempenho individual do servidor. Pelo contrário, existem excelentes servidores que, por defenderem o cidadão, acabam sendo retaliados e prejudicados (estou acompanhando ao menos 4 casos assim).

Um enfermeiro não tem culpa que a Prefeitura não envia os remédios que ele pede para a unidade.

Um enfermeiro não tem culpa se sua unidade é dirigida por indicados do prefeito que não tem experiência na área.

Um enfermeiro não tem culpa se a Prefeitura faz vistas grossas para médicos que somem do posto de trabalho.

Servidores Públicos e população estão no mesmo barco. Eu também já me exaltei com servidores, mas posso afirmar que em todas as fiscalizações que eu já fiz neste tempo, a grande maioria das vezes não encontrei problemas individuais dos servidores.

Peço encarecidamente que sejam cautelosos na hora de criticar. Eu estou à disposição de vocês para denunciar e resolver problemas da Administração, mas temos de fazer isso de forma técnica e com conhecimento real dos problemas. Como eu disse, esses atritos afastam o servidor, mas tenham convicção que juntos podemos fazer muito mais pela cidade.

A imagem que ilustra este texto é mais um apelo da equipe de saúde para a Administração Municipal.

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Lisandro Frederico foi vereador entre 2017/2020. É formado na área de Comunicação e desde criança atua na proteção aos animais. Na Câmara Lisandro lutou por por uma Política mais transparente e honesta, conduzindo seu mandato em defesa dos direitos e interesses do cidadão. Foi o único vereador a cumprir seu papel, fiscalizando e denunciando escândalos envolvendo a Prefeitura de Suzano. Fora do mandato Lisandro continua atuante em conscientizar as pessoas e engajá-las na mudança que a Política do nosso país precisa. 

Receba nossas atualizações

MAPA DO SITE

Encontrou erros nesta página?
  • Branca Ícone Instagram