• lisandrofrederico

Com 113 óbitos registrados, março foi o mês mais mortal da pandemia em Suzano

O último boletim divulgado pela Prefeitura de Suzano indica que o mês de março de 2021 atingiu o maior número de mortes decorrente pela pandemia na cidade. Os dados divulgados nesta quarta-feira (31) mostram que o mês fechou com um total de 491 óbitos desde o início da pandemia. No dia 1º de março o mesmo relatório apontava 378 mortes.


O relatório também aponta que desde o último dia 17 os leitos disponíveis para a Covid-19 na cidade entraram em colapso. No último boletim, a taxa de ocupação registrada foi de 104%.


LEITOS DE UTI


A falta de leitos de UTI na cidade é registrada desde o início da pandemia. Para driblar o problema, a Prefeitura optou por alugar leitos de UTI em hospitais particulares.

Em 2020 um contrato de R$ 2,2 milhões foi firmado com um hospital da cidade de Franco da Rocha para transferência de pacientes que precisam de UTI. Além do contrato com o hospital, a contratou uma empresa de de transporte de pacientes, já que Franco da Rocha fica há 80 quilômetros de Suzano.


Nos últimos 4 meses ao menos dois novos contratos foram firmados para a locação de leitos de UTI, dessa vez com hospitais particulares da própria cidade. Os novos contratos firmados para locação de leitos com a rede particular ultrapassam R$ 8 milhões.


PREFEITURA NÃO QUIS COMENTAR

No último dia 21 a Prefeitura de Suzano foi procurada para esclarecer a situação dos leitos de UTI. Até hoje não houve resposta as perguntas enviadas. O site http://suzanocoronavirus.com.br/ , que apresentava gráficos e balanços dos casos da Covid-19 em Suzano está fora do ar.

25 visualizações0 comentário